quarta-feira, março 11, 2009

Os outros não se resumem a um emaranhado de textos a se cruzar ao infinito. Desses fios, alguns se escondem, outros se mostram, cada um negando o outro. O de dentro, o que cobre, ele palpita, esse está sempre à mostra, para qualquer um que quiser ver. Mas vê-lo requer proficiência na língua dos outros - ciência arcana, nexo indevassável.

Um comentário:

*----* disse...

Oi chéri,

Como definir os outros se nem sabemos quem somos ?

Bises!

Dani