terça-feira, maio 27, 2008

A forma, a força de um rosto. Amar as portas, os muros, as janelas? Amar os fundos, os quintais? Amar o chão, os dentes, amar o corpo? Amar um rosto: formas que se lançam no vazio. Pedra esculpida no ar; o vácuo. Amar o texto? Amar o rosto?

Um comentário:

Cristina Casagrande disse...

"Quem não vê bem uma palavra, não pode ver uma alma". Fernando Pessoa