terça-feira, fevereiro 02, 2010

As nuvens se chocavam no céu, anunciando aquele suave pesadelo - o ar corre diferente nos pulmões, a natureza, inútil, é rebeldia contra o edifício que arranha o ar. Água corre na sarjeta, e nada muda: que mundo é esse, em que a água não limpa a parte de dentro do intestino?

Nenhum comentário: